Olá. Começamos esse sabadão com um assunto mais leve que o ar. Balas viajando pelo ar, para ser mais preciso. Em uma escola em Goyanésia, uma provocação recebe chumbo como resposta. Meus Deus, creio que preciso parar de ver tiroteios no Netflix. Ou o atirador precisasse. Talvez, os dois. Mas creio que este é o post mais sanguinolento dos últimos tempos. Continuar lendo “O BULLYING, A VÍTIMA E O CARRASCO”

Anúncios