Milan Kundera que me desculpe, mas resolvi reverter o significado de “A Insustentável Leveza do Ser” de um médico que pegava mulheres a torto e a direito, via ao mesmo tempo uma leveza e uma insustentabilidade no processo para fazer um gancho (de esquerda) para como podemos nos sentir mais leves ao não nos importar tanto com resultados, o que as pessoas vão pensar, e afins durante a conquista de um objetivo. Neste post, você vai descobrir a importância deste mandamento mágico!

Você acredita mesmo na tríade dos Fs resolve tudo? Tipo, FORÇA, FOCO e FÉ? Pode acreditar. Resolve muita coisa. Na verdade, pode resolver, não necessariamente resolve. Mas o que eu mais vejo em palestras motivacionais, gurus da internet e baba-ovos de PNL, é isso.

Acontece que tem um F extra que pode ajudar na maioria das coisas, e ninguém fala. É o Foda-se. E não é que se você usar este F ao final dos três anteriores, suas chances de sucesso aumentam?

Isso quer dizer: depois de identificar algo que você pretende alcançar, entregar para a tarefa o melhor de si, de seu tempo e melhores possibilidades, direcionar a quem de direito, acessar a tentativa e erro, e acreditar durante todas as etapas do processo é bem provável que você não consiga seus resultados imediatamente. Quanto mais você fica pilhado em resultados, querendo “forçar” a realidade, menos chances dos seus objetivos se concretizarem você tem.

Na prática, já usei o foda-se inúmeras vezes na Terapia de Filosofia Quântica Clínica. Para pessoas que se cobravam demais, ou porque achavam que não eram boas o suficiente, mas não entendiam que não deveriam ser, ou que exigiam de menos no que eram excelentes. Nada melhor do que usar esta palavra para quebrar o efeito hipnótico daquela pessoa que tem um sonho mas o põe de lado por medo dos outros,  do que iriam pensar, sem perceber que o processo de mudança é gradual, e os mais próximos vã te entender se você explicar.

Apenas depois de um profundo e corajoso mergulho no processo de auto-conhecimento, o entendimento de suas virtudes e vícios, forças e fraquezas e o consequente auto-reconhecimento, que a pessoa pode empreender a incrível arte de viver o seu melhor e dizer: Aí está! Se não der certo, foda-se! Vou continuar tentando, se não der certo. Se errar conserto, reavalio, melhoro. Aí sim, a pessoa vai adquirir a habilidade de reconhecer-se em todas as bonanças e vicissitudes da vida, sem vitimismo!

imagem: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-765395409-t-shirts-baby-look-foco-forca-fe-foda-se-_JM