SOBRE FÍSICA E CONSCIÊNCIA

Considerações de Físicos e ganhadores do prêmio Nobel sobre como o entendimento da Consciência pode ser melhorado através de conhecimentos da Física Quântica.

Post Destacado

“ENFRENTANDO” O MEU COVID19

    Mais de 2.000pessoas morrem por dia, e ainda sim, parece mais um dia comum. Muitos contágios,muitas mortes, muitas histórias, e para mim, nenhuma aglomeração. Nenhuma saídadesnecessária de casa, nenhuma falta de cuidado, nada. Álcool gel, casa,postagens, blog, Instagram. Nada como uma pandemia tranquila para quem seucuida, certo? - Covid19: errado. Se segura, meu... Continuar Lendo →

POLÍTICA DA PAZ

Em tempos de Lula livre e disputando eleições, Bolsonaro livre e ignorando a Pandemia, nada mais fácil de perder do que a paz de espírito, nada mais fácil de perder de vista do que sua sanidade emocional. Principalmente quando você tem na família alguém que acha que política se reduz a quem você apoia de... Continuar Lendo →

EU ACHO …

SENTIR-SE ÚTIL Exatamente quando eu atravessava uma fase de involuntária meditação sobre a inutilidade de minha pessoa, recebi uma carta assinada, …EU ACHO …

MULHER!

Hoje, no dia internacional da mulher, decidi colocar a minha lábia de lado e me valer da arte de uma pessoa que se dispôs a fazer uma música em homenagem a todas. Segue: https://youtu.be/ZvUug3ZkpJk Achei este vídeo muito interessante. Um homem paciente, atencioso, descrevendo com uma "lábia" singular todos os prazeres e dificuldades de uma... Continuar Lendo →

SE NESSA RUA TIVESSE VACINA

O líquido milagroso, solução de Deus através da ciência, que Bolsonaro menospreza Na mais absoluta falta de criatividade e paciência, de repente, em uma sexta-feira à noite, resolvi falar sobre o essencial. Vacina. Eis que olho para os lados e não vejo assunto, vejo apenas uma parede e logo percebo que não tenho opção. Estou... Continuar Lendo →

EU ACHO …

VOCACIONADOS

ANONIMATO

Tantos querem a projeção. Sem saber como esta limita a vida. Minha pequena projeção fere o meu pudor. Inclusive o que eu queria dizer já não posso mais. O anonimato é suave como um sonho. Eu estou precisando desse sonho. Aliás eu não queria mais escrever. Escrevo agora porque estou precisando de dinheiro. Eu queria ficar calada. Há coisas que nunca escrevi, e morrerei sem tê-las escrito. Essas por dinheiro nenhum. Há um grande silêncio dentro de mim. E esse silêncio tem sido a fonte de minhas palavras. E do silêncio tem vindo o que é mais precioso que tudo: o próprio silêncio.

***CLARICE LISPECTOR

Ver o post original

Blog no WordPress.com.

Acima ↑